Something Beautiful

poemas, imagens, palavras, gestos, sons...

Tragicomédia
Exposta a tudo,

todos e alguns tolos

preferencialmente os da última fila

aqueles a quem a vida passa por eles.

 

Surpreendentemente o sorriso sai

no meio do acto em que a cabeça cai

em que a tristeza se eleva

por entre aplausos e apupos.

 

Sem exaltação, apenas ele

por entre luzes e tapumes

aparece do nada e do nada foge

na cena encolhe-se e da vida recolhe

 

São tempos difíceis

e os da primeira espantados

recolhem aos fados

consideram-se inocentes,

dizem apenas que são gente

 

Se a vida corre e escorrega

e a noite morre depressa

logo a estrada se alarga

outros caminhos vão surgindo

numa vida de improviso

à espera que o pano desça.   

 

mais