Press

15/05/1996 in Jornal da Marinha

3ª SEMANA DA CULTURA

SEGUNDA-FEIRA

   Um concerto á "pato" com 3 Bandas Marinhenses ,uma delas ,até bem conhecida não só na Marinha ,como em todo o país, e mesmo assim a sala não tinha mais de cem "cabeças" (e nem isso, se viu a abanar ), podem pensar que cem pessoas é muita coisa , mas enganam-se ,este concerto merecia pelo menos o dobro. Os primeiros 10m deste concerto, foram deixados aos cuidados dos RUÍDO OCULTO (ex-Dumb Noise), o que chegou bem ,para mostrar o som que este quinteto pratica . Talvez , a fazerem juz ao próprio nome ,os Ruído Oculto entraram em palco com um som muito Ruidoso , com as guitarras muito agudas e com distorções pouco defendias.

   Também é certo que os pobres rapazes não tiveram tido tempo sequer , para aquecer (tocaram apenas 2 temas ), mas são oportunidades como esta , que não se devem desperdiçar .A entrada foi feita com o tema « God », e a saída com « Mulher » ,bom esforço! Com a entrada dos PULL , o pessoal começou a despertar , para um concerto que ainda agora estava para começar ,tanto a qualidade de som ,como a qualidade dos temas, começaram a melhorar. Com cerca de 45 m em palco , os Pull mostraram mais uma vez do que são capazes .Sem grandes conversas com o público , o Carlitos apenas passeou a sua voz nos 6 temas , que tinham preparados para esta noite. Logo de seguida ,com um som de fundo dos Pink Floyd , esperava-se por o momento alto da noite ,...a entrada dos ESTADO SÓNICO . E «Sangue» foi mesmo ,a faixa escolhida para uma entrada cheia de energia, para depois, o espectáculo continuar com «Sorriso e Dor» ( a dar entrada ao Luís ,com a sua trompete) , «Sair da Lua » e « Mergulho Uma Vez Mais », e por aí fora.

   Sem grandes surpresas ,os Estado Sónico á medida que o concerto decorria , iam "enfiando" temas novos no meio das faixas mais batidas , do último (e único) álbum. Com o aproximar das 24h , os Estado Sónico fecham a loja (pensavam eles) com mais um tema novo ( ...este sim , grand'a som!). Mas a pedido de várias famílias , tiveram mesmo que subir novamente a palco , desta vez para tocar um tema dos Xutos & Pontapés ,«Remar Remar ».E com um encore muito curto ( já era meia noite ), os Estado Sónico ,fecharam a primeira noite, d'uma semana cheia de actividades.

QUINTA-FEIRA

   Onde é que anda o pessoal da Marinha?

   Esta foi a pergunta mais ouvida , na noite de Quinta-Feira, mais uma vez o espectáculo prometia , mas mesmo assim não estavam mais de 20 gatos pingados (com muito respeito a todo o publico , que assistiu a este concerto) , a assistir a um espectáculo feito por 2 bandas de Leiria.   Mesmo com um pavilhão deserto ,os THIS SIDE UP trouxeram ao palco, através da ANA CRISTINA ,sons menos ouvidos em bandas de cover's. Qual é a banda de cover's que consegue trazer a palco músicas como Dreams dos CRAMBERIES e ao mesmo tempo imitar quase na perfeição temas da VIVIANE? Pois é, esta banda formada apenas por 3 elementos , ZÉ RUI (guitarra) , ANA CRISTINA (voz) e SAMUEL ( guitarra acústica e sintetizador ) só não fez mais, devido á falta de apoio por parte do público , quase inexistente .

   Mas a 2ª parte não foi nada inferior , os LAZY JONES (ex- ADRENALINA), vieram á FAE fazer um espectáculo que quase parecia um concerto dos PEARL JAM .Conseguiram iniciar e acabar a noite com temas dos Pearl Jam, emboram tenham apresentado vários temas originais ( ifluênciados por quem? ). Apenas um tema de LENNY KRAVITZ ( Are You Gonna Go My Way) fugiu ao som mais grunge dos "dito cujo" . Com o passar do tempo os Lazy Jones iam-se mostrando agastados pela falta de pessoal , o que os levou a acabar mais cedo um espectáculo que poucas bandas Marinhenses conseguiriam, sequer imitar .

SEXTA-FEIRA

   Na sexta-feira tudo foi diferente , as bandas eram conhecidas ,...já tinham aparecido na TV ,...o vocalista dos PÓLO NORTE era todo "jeitoso" , e nem se pagava nada. Sim, porque 70% do público eram "tennegers inconscientes" , e a maior parte delas , era o primeiro concerto a que assistiam . Quem ia para ver um concerto com 3 bandas (como estava previsto) , acabou por ouvir 2h de Pólo Norte , que até fizeram o favor ( favor uma ova...) de repetir vários temas , mais que uma vez . 1h30m depois da hora prevista , os Pólo Norte entraram em palco (... ouvia-se ...são estes ,os P.N. ?) , e logo com um tema dos mais fortes , « Amor é » (talvez para tirar duvidas dos menos conhecedores da banda).

   Através de Nuno Gameiro (na voz) , os P.N. iam trazendo a palco temas do único álbum , «Expedição» , e não só .Os P.N., talvez a pensar já num 2ª álbum , apresentaram aqui músicas novas, que segundo Miguel Gameiro, muito possivelmente irão ser gravadas no final do ano .A acompanhar o trio original, Miguel Gameiro (voz e guitarra de cordas de aço ), TIAGO OLIVEIRA (guitarra clássica e de 12 cordas ) e ANTÓNIO VILLAS-BOAS (guitarra eléctrica e clássica) , estavam 3 convidados, LUÍS VARATOJO (na bateria), RUI ROLO (baixo) e CÉSAR ROCHA (nas teclas). Para finalizar, resta acrescentar que o pavilhão nª3 da FAE estava cheio e que a cerveja parecia "xi-xi"...