Press

30/10/1997 in Jornal da Marinha

DELFINS

SABER AGRADAR

   No passado sábado (25), Miguel Ângelo e a sua banda, vieram à Marinha Grande dar um espectáculo de música, cor e ritmo como à muito não se via por estes lados.

   Com o Pavilhão da FAE, cheio de Marinhenses, e não só, não foi difícil para Miguel Ângelo, Fernando Cunha e companhia, fazerem a festa. Festa essa, que teve duas partes bem distintas. Uma eléctrica, já habitual, e outra em que os Delfins se renderam à moda dos Unpluggeds, em que tocaram temas como "Não sou o único".

   Com mais de 2 horas de concerto, os Delfins tiveram tempo para dar a volta ao novo álbum, "Saber Amar", para recordar temas antigos e até para mostrar versões de outras bandas Portuguesas, como foi o caso de "Se eu fosse um dia o teu olhar", de Pedro Abrunhosa.

   Como curiosidade, é importante referir que os Delfins, fundados em 1982, apenas têm no seu line up 2 membros fundadores, Miguel Ângelo Magalhães e Fernando Cunha que nem por isso deixam passar as oportunidades de projectos paralelos.

   Para finalizar, não poderia deixar de dar os meus parabéns á nossa Câmara Municipal que nos fez o favor de trazer à Marinha Grande a banda Pop do momento. Dando assim oportunidade a muitos jovens e menos jovens, de ver ao vivo um espectáculo com estas dimensões. Agora só falta saber quem é que vai pagar os prejuízos, que rondam os 2 mil contos (segundo os dados do próprio Presidente da Câmara). Será a Autarquia, como o nosso Presidente Concelhio já referiu ? Bem... se for verdade, lá se vão mais 2 ou 3 mil contos que tanta falta faziam....

   Mas também é bem verdade que o próprio Marinhense tem o hábito de esbanjar dinheiro em bens supérfluos, quando sabemos que as nossas primeiras necessidades ainda não estão satisfeitas.

   Já agora, gostaria de deixar aqui um recado ao Miguel Ângelo, dizer-lhe que não é só em Coimbra que existe um Penedo da Saudade, aqui em S.Pedro também existe...